01 embusca pmd


Rev. Estudos de Psicologia, PUC-Campinas, v. 18, n. 3, pp. 05-21, setembro/ dezembro 2001 Referências Bibliográficas



Baixar 188.68 Kb.
Pdf preview
Página7/7
Encontro08.10.2019
Tamanho188.68 Kb.
1   2   3   4   5   6   7
21

Rev. Estudos de Psicologia, PUC-Campinas, v. 18, n. 3, pp. 05-21, setembro/ dezembro 2001



Referências Bibliográficas

Araújo, LB. (1995). Experiências e expectativas de



adolescentes em relação aos efeitos do álcool.

Dissertação de Mestrado - Universidade Federal

do Rio Grande do Sul. Porto Alegre.

Bales, R.F. (1944). The therapeutic role the Alcoho-

lics Anonymous as seen by a sociologist. Quartely

Journal of Studies on Alcohol.

Bar-Tal, D. (1990).A conception for analysing group



structure, processes and behavior.  New York:

Springer.

Bertolote, J.M. (1997). Problemas sociais relaciona-

dos ao consumo de álcool. In: S. P. Ramos (Org.),



Alcoolismo hoje. Porto Alegre: Artes Médicas.

Doise, W. (1973). Relations et representations inter-

groupes. In: S. Moscovici (Org.), lntroduction à

Iapsychologie sociale. Paris: Larousse.

Edwards, G. (1987). O tratamento do alcoolismo.

Porto Alegre: Artes Médicas.

Edwards, G. (1998). A política do álcool e o bem



comum. Porto Alegre: Artes Médicas.

Galaif, E., & Sussman, S. (1995). For whom does

Alcoholics Anonymous work? The lnternational

Journal of the Addictions. 30 (2), 161-184.

Gambarini, M.A. (1997) Alcoólicos Anônimos. In:

S.P. Ramos & J.M. Bertolote (Orgs.), Alcoolismo

hoje (pp. 217-222). Porto Alegre: Artes Médicas.

Giddens,A. (1991). Modernity and self-identity self



and society in the modern age. Stanford: Stanford

Press.


Laranjeira, R., &Pinsky, I. (1997). O alcoolismo. São

Paulo: Contexto.

Makela, K. (1997). Alcoólicos Anônimos: Uma

perspectiva internacional. Conferência proferida

no XII Congresso Brasileiro sobre Alcoolismo 

e

outras Dependências. Recife.



Oliveira, R.G. (1995). A construção da identidade

social de alcoolistas do PAA-HUCAM-UFES.

Monografia de Conclusão de Curso. Vitória,

Universidade Federal do Espírito Santo.

Oliveira, R.G., Garcia, M.LT., Gomes, M.P.Z., &

Macieira, M.S. (1996). Ser alcoolista: Imagens

distorcidas de um auto-conceito. Jornal Brasi-



leiro de Psiquiatria. 45(4), 209-218.

Pacheco, C.O. (1994). (Re) educação para a cida-



dania: Um estudo sobre alcoolistas e grupos

de auto-ajuda. Dissertação de Mestrado - Univer-

sidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto

Alegre.

Pefia-Alfaro, A.A. (1993).Alcoolismo: Os seguido-



res de Baco. São Paulo: Mercuryo.

Pinsky, I. (1994). Análise da propaganda de bebi-



das alcoólicas na televisão brasileira. Disser-

tação de Mestrado - Universidade de São Paulo.

São Paulo.

Queiroz, M.I.P. (1991). Variações sobre a técnica



de gravador no registro da informação viva.

São Paulo: T. A. Queiroz.

Tajfel, H. (1981). Grupos Humanos e categorias

Sociais (Vol.11).Lisboa: Horizonte.

Turner,1. (1984) Social identification e 

psycholo-

gical group formation. In: H. Tajfel (Org.), The



social dimension (V01.11).Cambridge Univer-

sity Press.

Xavier, Z.M., Garcia, M.LT., & Oliveira, R.G.

(1998). De “passa-régua” a “pé-inchado” -



poder e dor no trajeto de um alcoolista. Jornal

Brasileiro de Psiquiatria. 47 (3), 125-130.



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal